Saber é algo tão gratificante, a certeza é algo maravilhoso, "é masturbação mental" como diria um dos meus disseminadores da razão preferido.
E eu aproveito meus pequenos lapsos de sabedoria para usufruir desse sentimento tão maravilhoso, tenho consciência de que qualquer certeza minha é utópica. Platão já dizia "Só sei que nada sei", e mais do que nunca, minha única certeza é a de não ter nenhuma.
Então, por mais que não possa ter certeza do que sinto por você e por mais que não possa prever nosso futuro, eu ainda teimo em dizer e redizer "Meu amor por você é tão certo quanto a queda das folhas no outono". E não é filósofo grego ou moderno e nem um ínfimo residente desta cidade que me fará mudar de opinião.
Somos mates, soulmates. Nosso barco é pequeno, mas é forte, somos eu e você contra um mar de desaforos raivosos, e não estamos perdendo.