Não há um dia que eu não pense em você. É bom querer me contar tantas coisas, e estou absolutamente determinado a ouvi-las todas, estou pronto para segurar suas mãos e dizer para respirar e falar devagar, porque temos todo o tempo do mundo. Também detesto frutos do mar, sabia? Acho que podemos usar o famoso "desculpa, somos alérgicos" juntos, que tal? Sabe que sou chorão né? Mas não choro quando estou nervoso, choro quando choro, é um ato espontâneo e incontrolável, se eu tentar controlar aí que a coisa fica feia, ando muito emotivo recentemente, desde que aquela série acabou. Mas fica tranquila, quando estivermos juntos assistindo á um filme, serei forte! Não vou chorar. Ok, vou chorar, mas em silêncio para não te envergonhar ou ferir minha masculinidade em público. (Também não choro durante conversas ao vivo, pra ficar bem claro)
Agora se tem uma coisa que não serei capaz de fazer é tocar para você, meu humilde teclado confirmará que meus dedos são muito desajeitados para digitar sem encostar em duas teclas, melhor me manter longe dos instrumentos musicais, mas me dou bem com o botão "play", ou seja, ou você toca ou ouvimos Caetano, Tiê, Gadú, ou o que você me propor.
Sei que não consegue dormir sem escrever, e estou ansioso para retomar a leitura de seus textos. Espero seriamente que tenha terminado aquele que eu estava lendo, ou que tenha um bom motivo para não tê-lo feito.
Adoro o som da palavra "Juntos", e juntos somos incríveis.