Tenho um problema muito sério, sim, mais sério que todos os outros. Eu dou emoção a coisas inanimadas, isso mesmo, me chame de louco, me dê prescrição para caixinhas com tarjas escuras, mas eu não paro de assistir um seriado, filme ou de ler um livro, texto porque eu acredito que "a coisa" ficará chateada se eu o fizer.

Ok, nem sempre eu penso na emoção "da coisa", na maioria das vezes essa mania de continuar a consumir conteúdo que eu não gosto vem do simples fato de eu valorizar muito as horas de trabalho e o dinheiro gasto naquilo. E também, eu tenho medo "da coisa" ficar muito boa no final e eu me arrepender de não ter lido/assistido, ou melhor ainda, da coisa ficar tão insustentavelmente ruim que eu tome ela como referência para tudo de ruim que é produzido no mundo (sim, já aconteceu).

Mas estou me curando, e sem os tarja escura (drogados choram), passei a perceber que tem coisa que não me acrescenta em nada ou é tão ruim que é melhor abandonar e correr o risco de sair com alguém que só conheça aquele tipo de coisa e acabar sem assunto nenhum para conversar além do tempo que mudou hoje como muda todos os dias (e as pessoas parecem não perceber e reclamam da mesma coisa todos os dias do ano), do que perder o meu tempo que, sejamos egoístas, vale muito mais que o de qualquer pessoa por um único fato: ele é debitado do meu banco de horas existencial.