(es.per.ta.lho.bo)
1. Aquele que utiliza de seus conhecimentos para criar conteúdo que faz ignorantes se sentirem mais ignorantes mas que não possui embasamento e/ou apoio de outros indivíduos de mesmo ou superior nível de conhecimento.
2. Indivíduo que redige textos ridículos com vocabulário vasto, que não fazem sentido algum ou que descrevem situações, conceitos ou objetos considerados óbvios ou indignos de descrição por qualquer autoridade maior do idioma, no caso do Fabianês, o indivíduo que nomeia o idioma é esta autoridade maior.
3. Qualquer um que lê de maneira rápida um texto e, com cara de estúpido, alega ter entendido o que o mesmo significa mas não sabe explica-lo à terceiros.
4. Qualquer um que aceite o significado da palavra espertalhobo sem contestação.
5. Qualquer um que negue a existência e/ou não adicione novos significados, mesmo que mentalmente e de maneira privada, ao termo aqui descrito.
Feminino: Espertalhoba