Fiz cessar a conversa logo no início, o rumo dela era o mesmo das que ouvi algumas poucas vezes. O poder de calar um sentimento alí, antes mesmo de crescer e dominar alguém não é bom, mas eu senti a necessidade de usá-lo. Ela pensava que eu lhe agradava de maneira diferente, eu sabia que a única coisa que sentia por ela era amizade, e porque haveria de ser mais que uma simples amizade?
Talvez homens e mulheres não consigam sustentar uma amizade pura, como aquelas infantis. Talvez eu ainda não tenha encontrado a fórmula para tal. Só sei que a vida me jogou na cara vários exemplos de amizades fracassadas por um sentimento que imita o amor e não quero mais um coração sangrando.
O golpe foi baixo, mas agora sei que num futuro nós vamos nos sentar em um café, e ela gargalhando irá me dizer: "Lembra daquela vez que eu achei que estava apaixonada por você?" e nós riremos a tarde toda, gratos pela conversa não ter passado do início.