Critico muito religião, e acho que ainda critico muito menos do que deveria. Apesar de pra mim religião não fazer sentido algum, ás vezes eu entendo o que leva uma pessoa a crer.
Por exemplo, durante a noite, antes de dormir eu penso: "E se eu morrer?"... e essa dúvida vai me consumindo os neurônios durante horas porque, se eu morrer, tudo acaba, eu volto a ser terra, todo o meu trabalho em me tornar uma pessoa cada vez mais culta morre junto comigo.
Essa porra de morte é tão injusta que faz todo sentido crer na imortalidade, ou na reencarnação, ou em teorias parecidas.
Que bosta né? Quanto mais sabemos, mais nos revoltamos com nossa existência. Quem dera eu fosse uma coruja.