Sempre acreditei na relatividade do tempo, o que eu nunca havia pensado é que o tempo pode ser relativamente muito curto. E é isso que acontece, eu cresci e as horas do dia diminuíram numa proporção cruel e inexata. Quero meus dias com quarenta horas de volta! Quero minha vida de procrastinação e de sono extra ao meu dispor... Sabe a quanto tempo não admiro meu teto? A quanto tempo não me perco no branco das paredes do meu quarto? Tempo demais, deixei de contar, agora só sinto falta.