Quero sair de férias por uns cinco, seis ou trinta anos. Quero deitar na cama de pijama e ler duzentos livros em poucos meses. Quero assistir sessenta seriados diferentes e ter tempo pra assistir à Sessão da Tarde comendo pipoca com minha branquinha ao lado. Querer eu posso né? Fazer é outra história, quem sabe depois da minha aposentadoria eu não consiga uns dois ou três anos de  puro ócio e procrastinação, se não, a vida foi vivida da maneira que deveria, com erros, acertos e sem arrependimentos.