Foi um dia normal, apesar de alguns parabéns e alguns abraços ocasionais, nada mudou. Desde a hora em que eu acordei até momentos antes de fechar os meus olhos sentia que nada havia mudado, e porque deveria? Sou um ano mais velho num mundo com bilhões de pessoas como eu, e tenho certeza que algumas compartilham meu dia de nascimento, não acho justo me sentir especial, não por acordar num dia comum e lembrar que naquele dia eu deixei de viver no útero da minha mãe e respirei pela primeira vez o mesmo ar que respiro hoje.
Comemorarei conquistas, não passagens, não me esforço para fazer aniversários, eles simplesmente chegam, me enchem de abraços e desejos felizes e vão embora, na semana seguinte é como se nada tivesse acontecido. Foi um dia normal, agradável, e tão belo quanto todos os outros, mas momentos antes de fechar os olhos eu ví o céu mais estrelado que nunca, foi lindo, foi calmo, foi silencioso, foi simples... Um céu estrelado e uma noite fria, o melhor presente que jamais cheguei a pedir.