Você precisa de mim e eu preciso de você. Minha ausência ou minhas não-ações não derivam de você, ou do que sinto por você. Quando diz que é cheia de defeitos não minto quando digo que não os exergo, mas você diz que os tem e da mesma form eu tenho alguns bloqueios que tenho que quebrar antes do 'nós' acontecer, o problema é que eu não sei quebrá-los, não vou mentir, fazer coisas difíceis sem ajuda ou sem certeza de que algo tornará tudo melhor de uma hora pra outra é algo extremamente incomum na minha vida.
Estes bloqueios me impedem de nomear meus sentimentos por você novamente, não que eu não os sinta, não que eu não queira escrevê-los na parede mais branca da cidade para todos verem, simplesmente algo me diz que eu não devo. Não me entenda errado, acho que é algo instintivo, acho que depois de ser estilhaçado algumas poucas vezes meu coração se revoltou e disse: "Posso ser dela, mas você não vai dizê-la isso, fazer besteira, e acabar com tudo de novo."
Não duvido de você, não duvido de mim, não duvido de nós. Só tenho medo de nos estragar antes mesmo de nós existirmos juntos. Acho que te faço esperar, e acredite, não é algo intencional, não quero te perder e não vou desistir de você, mas tenho medo de você desistir de mim quando entender que não sou sempre amável e carinhoso, tenho meus altos e baixos e eles já me destruíram algumas amizades e balançam as que me restam.