Estive descrevendo sonhos ultimamente, mantém minha cabeça funcional, o truque é lembrar de todos os detalhes assim que acordo, tentei descrevê-los no papel, mas achei perigoso demais então tentei deixá-los como rascunho no blog, mas talvez meus sonhos sejam a única coisa que guardo pra mim, uma das únicas coisas que nunca conto a ninguém por completo e não quero publicá-los por acidente.
Então tento lembrar deles o dia todo, fico recriando-os na mente centenas de vezes. É lógico que nossa memória é falha, e acabo apagando partes deles cada vez que tento remontá-los, são cores, sons e sensações que se perdem num buraco negro sem volta.
Fiquei muito bravo quando isso aconteceu pela primeira vez, mas aprendi que os sonhos são reflexos do que nós somos, só que são reflexos extremamente sinceros, então não me importa que eles sumam com o tempo, sei que só por tentar lembrá-los já estou no meio de um processo de auto-conhecimento. Talvez o próximo passo seja a auto-aceitação, vamos ver quanto tempo vou levar para descobrir como fazer isso.

PS: Sonhei com você, esqueci, mas lembro que foi bom, acho que isso basta. =)