E ela disse que pertenço a ela, e eu sorri concordando plenamente. Ela me tem desde o dia que recebi aquela risada gostosa como pagamento, e a devo cada dia mais, pois não sou mercadoria suficiente para o ouro de suas palavras, para seu tempo raro, para seus pensamentos cristalinos.
Sou sim seu, e espero que goste de saber que também é um pouquinho minha.
Sinta-se abraçada, e saiba que não estou aí, mas em breve me implorará por um momento de solidão.