Eu quero chegar em casa e te ver desarrumada, sentada errada, no sofá rasgado, coberta pelo tapete, lendo Dan Brown e suja de sorvete porque sinceramente, te amar fica muito fácil quando eu chego e as coisas estão perfeitas. Te quero na minha camiseta velha, no meu lençol amassado na minha cama feia. Te quero porque te quero, não venha querer me fazer mudar de ideia.