Você sabe o quanto você significou para mim num curto período de tempo, você me fez feliz enquanto tudo aquilo durou, eu adorei, eu te amei. 
Quando eu descobri que tudo foi fundamentado em mentiras, quando tudo acabou por uma armação que eu nem desconfiava, fiquei feliz apenas por você ter me dado algo para escrever sobre, algo para me ajudar a segurar as pontas, algo para conter meus hormônios. 
Agora, eu penso melhor e vejo que você não me deu nada além de olhos marejados, de um coração vazio e de uma raiva mortal.
Eu tento te odiar com todas as minhas forças, mas eu sinto falta da sua cara estúpida, do seu corpo estranho, da sua pele demasiado branca, do seu abraço caloroso e do seus lábios carnudos que não ousei violar.
Sinto falta de você, mas eu não te quero de volta.
Compreensível?