Estou cheio de apresentações, continuamos com isso no decorrer da história.
Eu não ligo muito para o que Pedro fala, porque aquele ali, não tem nada de interessante, nem sobrenome, ou será que tem? Deve ter, todo mundo tem, o meu por exemplo é meio engraçado - tenho até vergonha de falar - , é que minha mãe, bem ela teve esse sonho antes d'eu nascer, aí... Realmente não importa.
Como eu dizia, Pedro deve ter um sobrenome, mas acho que o coitado fica meio receoso quando começo a falar de Paty e de como ela nasceu em berço de ouro. Mas Pedro sabe fazer brigadeiro, e sabe... bem, deixa o resto para outra hora. Já Paty não sabe fazer brigadeiro, mas ela sabe... te explico mais tarde.
O mais importante agora é o motivo dos dois não se conhecerem, é assim, Paty (como eu disse) nasceu em berço de ouro, ela é uma Nandessa e os Nandessa são bem fortes aqui em Riquecai, dizem que quando fundaram a cidade eles mataram todo mundo que ria, tá aí o nome da cidade [Ri-que-cai? Pegou?].
Voltando ao ponto, os Nandessa detestam uma boa parte da cidade, dente eles os Marpéie, os Carmelos, os Brancos e os Jumeiros, e o pai de Pedro - que é pedreiro- e construiu a casa da maioria dessas famílias, sendo assim, - se você é bom no raciocínio - entendeu por que os dois não se conhecem.

continua...