http://fc03.deviantart.net/fs37/f/2008/263/3/7/3711ad1dec1e380d22acf879121981e3.jpg 

Cansado de encontrar defeitos na humanidade resolvi, por um curto período, buscar o que há de puro e bondoso na alama humana. Não foi surpresa descobrir poucos de "bom coração" nessa raça de decepções, e nem foi espantoso identificar vaidade na bondade forçada de alguns. Também não foi difícil imaginar o espanto ao encontrar uma pessoa realmente boa - o bicho é tão raro que chega a ser de outro mundo.

Aí eu paro por mais um tempinho, e resolvo fazer uma pequena pesquisa de campo, e lá vou eu, com um bloquinho, cheio de boas intenções. A pegunta é: "Quem é perfeito?" e a resposta da maioria foi: "Deus". E  descontente, continuei: "E quem é Deus?", não obtive respostas relevantes.

Com o fracasso da pesquisa voltei pra casa, bloquinho na mão cheio de desenhos "abstratos", e na cabeça uma única conclusão. Se o perfeito para a maioria é algo, que essa maioria nem sabe descrever. Eu não sou parte da maioria.

O que é perfeito pra mim? Não sei, o desconhecido deve ser perfeito. Para mim o mundo continua cheio de imperfeições e o ser humano é a mais imprefeita delas. Errado? Talvez.