http://fc00.deviantart.net/fs71/i/2011/167/c/d/____by_ladymartist-d3j3u3r.jpg 

 E lá estava ela,
Com os olhos revirados para dentro da alma.
- Venha rápido, ela não aguentará - Dizia o homem,
E ela já não mais era quem fora...
Perdera a inocência, perdera a crença, perdera o amor;
Possuída pelo desejo de morte.
Não havia mais nada a fazer,
Juro que o vi rezar por sobre o corpo, já silenciado pelo ocorrido,
Num movimento imprevisível ela lhe deu um tapa.
Como que desperto de um transe, indagou-me:
- Se fora, não?
E eu lhe respondi com pesar:
- Há tempos amigo, há tempos...