Não estive pensando, mas acabo de pensar...
Meus textos são um monte de palavras, muitas vezes sem sentido algum, que ninguém faz questão de ler, e nem por isso paro de escrever, não é?
Por que é tão importante, para uma maioria, a aprovação alheia sendo que, a aprovação devia vir primeiramente delas mesmas? Sei que estaria sendo um mentiroso feio e sujo, se dissesse que não gosto de receber um elogio ou uma "crítica construtiva". Mas eu não costumo sair por aí jogando minhas ideias na cara dos outros, confesso que já bebi dessa fonte, mas fazia parte, me sentia inseguro e desesperado por uma opinião. Mas, quando descobri que a única coisa que me importa é tirar essas palavras da minha cabeça, me cansei.
Não sou frio o suficiente para me manter calado diante de uma crítica, eu as replico e triplico até que a última gota do meu argumento mais poderoso seja utilizada. E é assim, rebatendo e argumentando que eu mantenho seja lá que reputação é essa que eu venho construindo minha vida toda.
Quando uma pessoa que eu adimiro, seja ela quem for, me envia um texto, ou me pede ara acessar determinada página, eu os faço de bom grado e com um sorriso no rosto, desde que o tempo que despendi na tarefa não seja considerado apenas mais um pageview pela mesma. Se escrevo, é porque gosto e não porque quero ter um milhão de pageviews, os tais são consequência.
Gatinho fofinho pulando numa caixa é audiência, criança chorando e falando "bebeês" também, mas não é construtivo, não "acrescenta".
O mundo é uma bosta, inteligente é quem tenta se limpar.